The Overcomers / inglês e português

OS VENCEDORES
Parece que as provações, testes e pressões estão crescendo no Corpo de Cristo. Não sei se isso está acontecendo em geral, mas é óbvio que alguns de nossos irmãos estão enfrentando algumas circunstâncias extremas. Eu conheço pessoalmente alguns que têm sofrido perdas trágicas e grandes desastres em suas vidas pessoais. Tenho recebido pedidos de oração urgentes daqui e do exterior recentemente. Parece que o preço do ouro aumentou. Deixe-me explicar sobre esse princípio do preço do ouro.
Na mesa redonda que aconteceu recentemente em Jacksonville, Flórida, eu citei as doze promessas mais ponderosas, entre as quase cinco mil ou mais promessas encontradas na Bíblia. Essas promessas vão do acesso à árvore da vida até ser uma coluna no templo de Deus e muitas outras. Em minha opinião, elas são as maiores de todas as promessas; no entanto, tais promessas não são para a população cristã em geral, mas para aqueles “que têm ouvidos para ouvir o que o Espírito está dizendo a igreja” e aos “vencedores”. As maiores promessas são para os vencedores!
Que maneira melhor para descrever um “vencedor” senão dizendo: “Eles venceram algo”? O mundo está enlouquecido pelo espírito do anticristo. A perseguição aos cristãos é a maior de todos os tempos e milhões estão enfrentando desafios enormes. Qual a razão disso tudo e qual deveria ser nossa reação? Tudo que posso dizer é: “vença para ser um vencedor”.
Indiscutivelmente, um dos homens mais perseguidos em todos os tempos foi o apóstolo Paulo. Ele sempre foi muito claro sobre suas experiências em “cada cidade” e quando leio a lista, eu consigo ter uma melhor perspectiva da minha própria vida e, com certeza, eu não trocaria os meus problemas pelos de Paulo! Eu creio que a experiência de Paulo e revelação do propósito eterno de Deus explicam a exortação encontrada em 1 Coríntios 13:10, vamos ler:
“Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele mesmo lhes providenciará um escape, para que o possam suportar”.
Deixe-me fazer uma pequena observação aqui. Neste versículo a palavra “escape” é a palavra grega “eb-bas-is” que significa “passar por”. Deus não está nos oferecendo uma saída de emergência! Ele criou uma maneira de passarmos por circunstâncias saindo delas vitoriosos! Somos vencedores, não fugitivos. Não estamos buscando uma forma de escapar; buscamos uma forma de ser parte dessa grande companhia de vencedores que herdará todas as coisas!
O propósito de vencermos agora nessa era é nos qualificar para governar e reinar com Jesus na era futura. Os vencedores serão tomados para Deus e Seu trono para sentarem com Jesus. Será então que principados e potestades serão lançados e substituídos por aqueles achados dignos “daquela ressurreição”. Há uma ressurreição para a companhia dos vencedores que, pela fé e perseverança vencem o maligno e alcançam um lugar em Deus.
Parece que poucos cristãos percebem que há algo a alcançar nesta vida; algo melhor do que ir para o céu quando você morrer e sentar em alguma mansão lá em cima. Citando novamente o apóstolo Paulo em sua oração, “para, de alguma forma, alcançar a ressurreição dentre os mortos” (Fl 3:11). A que ressurreição ele se refere? O que ele viu que tantos cristãos não estão vendo? Já que a Bíblia fala de uma “melhor ressurreição” em Hebreus 11:35, eu concluo que se há uma melhor ressurreição, então deve haver mais de uma!
O apóstolo João viu tronos e aqueles que se assentavam nestes e que receberam o direito de jugar. Ele segue descrevendo-os e conclui com isso: “Felizes e santos os que participam da primeira ressurreição! A segunda morte não tem poder sobre eles; serão sacerdotes de Deus e de Cristo, e reinarão com ele durante mil anos”. A “primeira ressurreição”, eu realmente me pergunto do que se trata tudo isso. Apocalipse 20:4-6 nos diz que eles são os vencedores! Quem quer ser um vencedor?
O apóstolo Paulo considerou seus problemas como uma “leve aflição”. Você já leu a história dele? Você já contou a lista de obstáculos que ele teve que enfrentar em cada cidade? Eu não os chamaria de leves! Obviamente, ele viu algo em sua visita ao terceiro céu que nós ainda não vemos. Obviamente, ele sabia de uma “melhor ressurreição” que precisa ser alcançada. Obviamente, ele viu um propósito mais alto e reconheceu que o Deus Soberano do universo nunca perde o controle de qualquer situação que seus eleitos estejam enfrentando. Eu continuo afirmando que eu creio que Deus nunca vai mandar você entrar em uma luta que Ele sabe que você não poderá vencer!
Até mesmo o fato de você se encontrar em tal batalha, talvez uma batalha por sua própria vida, deveria ser prova suficiente de que Deus sabe que você tem o que é necessário para vencer. Mas, você tem que vencer! A luta é real assim como é a promessa. Eu encorajo você a elevar a sua visão e olhar a partir da sua posição celestial em Cristo. Agarre a promessa em Filipenses 4:13 “Posso (venço) todas as coisas em Cristo que me fortalece”.
Estamos em uma corrida para ganhar o prêmio, um prêmio eterno. Ganharemos coisas eternas vencendo coisas terrenas. Talvez você já me ouviu dizer: “Somos estagiários nesta vida para podermos ser chefes na próxima”. As batalhas que enfrentamos aqui são a preparação para as batalhas que enfrentaremos na era futura quando sentarmos “junto com Jesus no Seu trono governando com Ele sobre as nações da terra”. Se as nações terão que ser governadas com uma vara de ferro, então eu presumo que haverá alguma forma de resistência. O que os apóstolos viram que tantos não veem hoje?
Eu não acho que sei tudo, mas eu creio que esta vida e as batalhas que enfrentamos aqui não se comparam com a glória que será revelada em nós! Títulos terrenos, ministérios e dons espirituais um dia passarão. Quando isso acontecer, eu temo que muitos se acharão de mãos vazias! Os dons são “em parte”, mas nós somos chamados não em parte, mas em plenitude! O que você vai levar com você para a era vindoura?
Esta é uma pergunta que todos deveríamos considerar com toda sinceridade. O apóstolo Paulo enfatiza a questão que os dons espirituais têm um “até que”. Eles estão aqui “até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo”. Leia este versículo novamente e veja que seus testes, provações, tentações e desafios são sua oportunidade de vencer! Glória a Deus! “Todas as coisas, todas as coisas, todas as coisas operam para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados segundo o Seu propósito” Essa pessoa é você? Você O ama? Ele chamou você para um propósito? Então, muito bem!
Ou você é um dos muitos que não têm qualquer plano ou visão para a próxima vida? Eu encorajo você a não perder de vista o eterno propósito de Deus, o qual é “Cristo em você, a esperança da glória”. Estamos aqui para ser qualificados a reis e sacerdotes ou prefiro dizer um “Sacerdócio Real”. Nosso irmão, o Rei Jesus é o primogênito entre muitos irmãos. Ele é tanto O Rei como é O Grande Sumo Sacerdote do Seu reino eterno. Este é o seu destino, meu amigo e amiga. Há algum outro chamado mais alto, uma maior honra ou privilégio ou alegria do que ser chamado para sentar ao lado do Senhor Jesus em Seu reino como um filho plenamente maduro e coerdeiro com Ele? Que maior ambição poderíamos ter além desta?
Eu vou viajar ao Brasil este mês de fevereiro para ministrar em quatro eventos. Terei o privilégio de falar a milhares de pessoas e centenas de líderes da igreja. Se você quiser ajudar com as despesas de viagem eu ficarei muito agradecido.
Com todo amor.
Dan Duke
Posted in Sem categoria on February 9, 2016 by Dan Duke

It seems the trials, testing’s, and pressures are increasing in the body of Christ. I don’t know if that’s generally true but it’s obvious that some of the brethren are facing some extreme circumstances. For example I know personally of some who are facing tragic losses and potential disasters in their personal lives. I have received urgent prayer requests from here and abroad in recent days. It appears the price of Gold has risen. Let me explain.

In the recent Round Table meeting in Jacksonville, Florida I quoted the twelve most powerful promises of all the approximately five thousand or so promises found in the Bible. Those promises range from access to the tree of life, to being a pillar in the temple of God, and many others. They are in my opinion the greatest of all promises and they are made, not to the general Christian population but to those “with ears to hear what the Spirit is saying to the church” and the “overcomers.” The greatest promises are given to the overcomers!

What better way to describe an “overcomer” except to say, “They have overcome something”? The world is insane with the anti-Christian spirit. The persecution of Christians is at an all time high and millions are facing huge challenges. What’s the point and what should be our response? I can say it simply, “overcome or be overcome!”

Arugably one of the most persecuted men of all time was the apostle Paul. He was quite open about what he experienced in, “every city” and as I read the list I gain a better perspective of my life and, for sure, I would not trade my troubles for his! I think Paul’s experience and revelavion of God’s eternal purpose uniquely qualifies his exhortation found in1 Corinthians 13:10. Let’s read,

“There hath no temptation taken you but such as is common to man: but God is faithful, who will not suffer you to be tempted above that ye are able; but will with the temptation also make a way to escape that ye may be able to bear it.”

Allow me to make a simple observation here. In the verse the word “escape” is the Greek word “ek-bas-is” meaning “to go through.” God is not offering an escape hatch! He’s made a way to go through every circumstance and come out victoriously! We are overcomers not escape artist! We are not looking for a way out; we are looking for a way in to that great company of overcomers who will inherit all things!

The point of overcoming now in this age is so we will be qualified to rule and reign with Jesus in the next age. The overcomers will be caught up to God and His throne to sit with Jesus. That’s when principalities and powers will be cast down and replaced by those counted worthy of “that resurrection.” There is a first fruits resurrection for the company of overcomers who by faith and endurance have overcome the wicked one and attained a place in God. It would seem few Christians realize that there is something to attain in this life; something better than going to heaven when you die and sit in some mansion somewhere. Again to quote the apostle Paul in his prayer, “if by any means I might attain unto the resurrection of the dead.” (Philippians 3:11) What resurrection is he referring to? What did he see that so many are not seeing? Since the Bible speaks of, a better resurrection” in Hebrews 11:35 I conclude if there is a better resurrection then there must be more than one!

The apostle John saw thrones and those who sat upon them unto whom judgment was given. He goes on to describe them and concludes with this, “Blessed and holy is he that has part in the first resurrection: on such the second death has no power, but they shall be priests of God and Christ, and shall reign with Him a thousand years.” The “first resurrection” Really, I wonder what’s that’s all about? Revelation 20:4-6 tells us they are the overcomers! Who want’s to be one?

The apostle Paul counted his troubles as a “light affliction”. Have you read his story? Have you counted the list of obstacles he faced in every city? I wound not call them light! Obviously he saw something on his visit to the third heaven that we need to see. Obviously he knew of a “better resurrection” that must be attained to. Obviously he saw a higher purpose and recognized that the Sovereign God of the universe is never out of control of any situation that His elect are experiencing. I go on record as saying,

I believe God will never send you into a fight He knows you cannot win!

The very fact you are in such a battle, maybe for your very life, should be proof enough that God knows you have what it takes to win. But you must do the winning. The fight is real but so is the promise. I urge you to lift your vision and see from your heavenly position in Christ. Lay hold on the promise in Philippians 4:13 “I can do {prevail in} all things through Christ who strengthens me.”

We are in a race to win a prize, an eternal prize. We gain eternal things by overcoming earthly things. Perhaps you have heard me say, “We are interns in this life in order to be masters in the next.” The battles we face here are to prepare us for the battles we will face in the future age while sitting “together with Jesus in His throne ruling together with Him over the nations of the earth.” If the nations must be ruled with a rod of iron then I assume there will be some resistance. What did the apostles see that so many are not seeing?

I don’t presume to understand it all but I do believe that this life and the battles we face here are not to be compared to the glory that shall be revealed in us! Earthly titles, ministries, and spiritual gifts will one day pass away. When that happens I fear many will be left empty handed! Gifts are “in part” but we are called, not in part, but in fullness! What will you take with you into the next age? That is a question each of us should ponder with the upmost sincerity. The apostle Paul emphasizes the point that spiritual gifts and ministries have an “until”. They are here “Till we all come in the unity of the faith, and of the knowledge of the Son of God, unto a perfect {mature} man, unto {look closely at this} the measure of the stature of the fullness of Christ”. Read that again and see that your test, trial, temptations, and challenges are your opportunity to overcome! Praise God! “All things, all things, all things work together for good for those who love God and are called according to His purpose.” Is that you? Do you love Him? Has He called you for a purpose? Then it’s good!

Are you one of the many who have no plans or vision for the next life? I encourage you don’t lose sight of God’s eternal purpose, which is ”Christ in you, the hope of Glory.” We are in this life to qualify ourselves as Kings and Priests or as I prefer say “A Royal Priesthood”. Our Brother, King Jesus, is the first born among many brothers. He is both The King and The Great High Priest of His eternal kingdom. That’s your destiny my friend! Is there any higher calling, honor, privilege, or joy than to be called to sit along side The Lord Jesus in His kingdom as a fully mature son and joint heir with Him? What should possibly be more sought after than this?

I travel to Brazil this month to minister in four events. I will have the privilege of speaking to thousands of people and hundreds of church leaders. If you are able to help with the expenses I will be most grateful.

My love to all,

Dan Duke

 

GRANDE AVIVAMENTO

CHAPTER ONE: HOW I DEFINE DECISION
Some years ago a popular faith preacher coined the phrase “quality decision.” That was his way of defining the difference between simply deciding a thing and making a deep hearted commitment. How many times have you decided, for example, to lose weight? It sounded like a good thing so you “decided” to do it. Well, did you? Did you lose weight and keep it off? If you answer “yes” you made a decision, if “no” you did not make a “quality decision’”!

The type of decision I’m writing about goes deeper, much deeper than a simple attempt at something and leaves plenty of room for failure when the going gets tough which it invariably will. The prophet Job says, “you shall decide a thing and it will be established to you.” So what kind of decision do you think he is talking about? That is the point of this book.

Once you truly understand what I am communicating you will value your decision making privilege far greater than you ever have. That’s a good thing and if I’m successful in doing that, your life will become productive and fulfilling beyond what you have previously imagined.

Writing is difficult for me and I avoid having to do it. Writing requires much more patience and diligence than speaking not to mention more solid facts and reasoning. Once it’s written and put to print it cannot be changed so I better get it right the first time. The obvious fact that you are reading this book is an indication I made a ”’ quality decision.” If you never have this book in your hand then I merely thought it a good thing to do someday and never did complete it.

It is never a good idea to begin something, anything, and not finish it. To do so is training your inner man, your spirit, to develop a failure mentality and you undermine your own integrity to yourself! If you do not value your integrity enough to finish what you’ve begun you will always accept the failure and justify it in your mind-but your spirit-man knows and your self esteem diminishes.

When you know that whatever you begin you will, you must, complete will in itself greatly affect the decisions you make and the words you speak. I have several experiences of saying something to someone without thinking it through, and it cost me! If I said it I must do it even if I said it hastily. If I spoke it I am absolutely obligated to do it. That my friend will jerk the slack out of your chain! It is quite normal for someone to say to me that they will do a certain thing, something I may not have even asked them to do, and not do it. It could be the smallest thing but that does not matter. One size fits all and If you speak it do it, no excuses. If you say you are going to do something and discover you are humanly incapable of doing it at least have the integrity to go to that person and explain that you gave a word you cannot fulfill and apologize. They may say, Oh it was nothing?” but you say, “it was something, it was my word.”

While growing up my children never asked me one time, “daddy do you promise?” They grew up knowing if daddy said it he would do it. How has society deteriorated to the point that there is more credibility communicated if I “promise”? Is there a difference between my word and my promise? Is it to be assumed if I say it it is optional whether or not I do it while If i “promise” then I probably will? I’m not buying that!

I’ve been an international missionary for many years and people frequently ask if they can accompany me on one of my missions. I usually reply in the affirmative and the next question is almost always, “how much does it cost?” What difference does it make” I ask them. “Are you coming or not?” if you are coming on a mission trip what difference does it make how much it costs? You are either coming or your not. The decision comes first. You never address the How until you have established the WHAT.

My definition of decision is a heart dedication and total commitment to accomplish something that you have set out to do and you will do it, period!

Leave a commentEdit
testetettettetete
Posted on January 8, 2015
dcnlkvnlkfvlkfv

v dnvmnvjkfnkvj

dv m,d vmv fkv

nova estacao

DECISÕES DECISÕES!

Tudo em sua vida está de certa forma, ligado diretamente a uma decisão, uma decisão sua ou de alguma outra pessoa.

Este livro foi escrito para ajudá-lo em seu processo de decisão.

CAPÍTULO 1: COMO DEFINO DECISÃO

Alguns anos atrás um pregador da fé, bem popular criou a frase “decisão de qualidade”. Essa foi sua maneira de definir a diferença entre simplesmente decidir uma coisa e fazer um compromisso de coração. Quantas vezes você já decidiu, por exemplo, perder peso? Parecia que isso era uma boa coisa a fazer, então você “decidiu” fazer. Bem, você fez o que havia decidido? Você perdeu peso e permaneceu na sua decisão? Se sua resposta for “sim”, então você tomou uma decisão, se for “não” você não fez uma “decisão de qualidade”.

O tipo de decisão sobre o qual escrevo vai mais fundo, bem mais profundo que uma simples tentativa de fazer algo, e abre muito espaço para o fracasso, quando continuar naquilo que decidiu se torna difícil, e invariavelmente a dificuldade virá. O profeta Jó diz: “Determinarás um negócio e este te será firme”. Sobre que tipo de decisão você acha que ele está falando? Esse tipo de decisão é o propósito deste livro.

Quando você realmente entender o que estou comunicando, você irá valorizar o seu privilégio de decisão mais do que nunca. Isso é muito bom, e se eu conseguir fazer comunicar bem, sua vida se tornará produtiva e realizada muito além de tudo que você poderia jamais imaginar.

Escrever é uma tarefa difícil pra mim, e eu evito ter de fazê-la. Escrever requer muito mais paciência e diligencia do que falar, sem mencionar mais fatos e raciocínio sólidos. Um texto uma vez escrito e impresso não pode ser mudado então é melhor que eu faça bem feito na primeira vez. O fato de você estar lendo este livro indica que eu fiz uma “decisão de qualidade”. Se você nunca tiver este livro em suas mãos significa que eu simplesmente pensei que isso poderia ser uma coisa boa e nunca o completei.

Nunca é uma boa ideia começar algo, qualquer coisa, e não terminar. Quando você faz isso, você está treinando seu homem interior, o seu espírito para desenvolver uma mentalidade fracassada e você determina, para si mesmo, sua integridade. Se você não valoriza sua integridade o suficiente para terminar o que começou, você sempre aceitará o fracasso e o justificará em sua mente, porém seu homem interior sabe disso e sua autoestima diminui.

Quando você sabe que tudo o que você começa você deve e irá completar, isso irá afetar grandemente suas decisões e suas palavras. Eu tenho diversas experiências de falar algo a alguém sem refletir antes, o que me custou caro! Se eu falo algo, eu tenho de cumprir, ainda que tenha falado apressadamente, sem pensar. Uma vez que falei, estou absolutamente obrigado a fazer. Meu amigo, isso pode arrancar a indolência de dentro de você! É muito comum as pessoas me dizerem que vão fazer algo, talvez seja algo que eu nem mesmo lhes pedi que fizessem. Poderia ser uma coisa insignificante, mas isso não importa. O tamanho não importa, se você falou, cumpra, sem desculpas. Se você falou que iria fazer algo e então descobriu ser humanamente incapaz de cumprir o que disse, pelo menos seja íntegro o suficiente para ir até à outra pessoa e explicar que você deu uma palavra, porém não poderá cumpri-la e peça desculpas. A pessoa pode dizer: “Ah, não foi nada”, mas você responde, “foi sim, foi minha palavra”.

Meus filhos nunca me perguntaram: “Você promete papai?” Eles cresceram sabendo que se papai fala, ele cumpre. Quão estragada está nossa sociedade ao ponto de haver mais crédito se eu digo “eu prometo”! Existe alguma diferença entre minha palavra e minha promessa? Devemos entender que se eu falo algo é opcional cumprir ou não, enquanto se eu “prometo” então eu provavelmente vou cumprir? Eu não acredito nisso!

Há muitos anos que viajo como missionário internacional e muitas pessoas frequentemente perguntam se poderiam me acompanhar em uma de minhas missões. Eu geralmente concordo e a pergunta seguinte sempre é: “quanto custa?” Que diferença faz o custo? Ou você vai ou não vai. A decisão vem primeiro. Você nunca aborda o COMO até que tenha estabelecido o O QUE.

Minha definição de decisão é: uma dedicação de coração e total comprometimento em cumprir algo que você estabeleceu que faria e o fará, ponto final!

Leave a comment »

DECISIONS DECISIONS!
Posted in Sem categoria on November 23, 2012 by Dan Duke
DECISIONS DECISIONS!

Everything in your life is somehow directly attributable to a decision, yours or someone else’s.

This book is written to help you in your decision making process.

CHAPTER ONE: HOW I DEFINE DECISION
Some years ago a popular faith preacher coined the phrase “quality decision.” That was his way of defining the difference between simply deciding a thing and making a deep hearted commitment. How many times have you decided, for example, to lose weight? It sounded like a good thing so you “decided” to do it. Well, did you? Did you lose weight and keep it off? If you answer “yes” you made a decision, if “no” you did not make a “quality decision’”!

The type of decision I’m writing about goes deeper, much deeper than a simple attempt at something and leaves plenty of room for failure when the going gets tough which it invariably will. The prophet Job says, “you shall decide a thing and it will be established to you.” So what kind of decision do you think he is talking about? That is the point of this book.

Once you truly understand what I am communicating you will value your decision making privilege far greater than you ever have. That’s a good thing and if I’m successful in doing that, your life will become productive and fulfilling beyond what you have previously imagined.

Writing is difficult for me and I avoid having to do it. Writing requires much more patience and diligence than speaking not to mention more solid facts and reasoning. Once it’s written and put to print it cannot be changed so I better get it right the first time. The obvious fact that you are reading this book is an indication I made a ”’ quality decision.” If you never have this book in your hand then I merely thought it a good thing to do someday and never did complete it.

It is never a good idea to begin something, anything, and not finish it. To do so is training your inner man, your spirit, to develop a failure mentality and you undermine your own integrity to yourself! If you do not value your integrity enough to finish what you’ve begun you will always accept the failure and justify it in your mind-but your spirit-man knows and your self esteem diminishes.

When you know that whatever you begin you will, you must, complete will in itself greatly affect the decisions you make and the words you speak. I have several experiences of saying something to someone without thinking it through, and it cost me! If I said it I must do it even if I said it hastily. If I spoke it I am absolutely obligated to do it. That my friend will jerk the slack out of your chain! It is quite normal for someone to say to me that they will do a certain thing, something I may not have even asked them to do, and not do it. It could be the smallest thing but that does not matter. One size fits all and If you speak it do it, no excuses. If you say you are going to do something and discover you are humanly incapable of doing it at least have the integrity to go to that person and explain that you gave a word you cannot fulfill and apologize. They may say, Oh it was nothing?” but you say, “it was something, it was my word.”

While growing up my children never asked me one time, “daddy do you promise?” They grew up knowing if daddy said it he would do it. How has society deteriorated to the point that there is more credibility communicated if I “promise”? Is there a difference between my word and my promise? Is it to be assumed if I say it it is optional whether or not I do it while If i “promise” then I probably will? I’m not buying that!

I’ve been an international missionary for many years and people frequently ask if they can accompany me on one of my missions. I usually reply in the affirmative and the next question is almost always, “how much does it cost?” What difference does it make” I ask them. “Are you coming or not?” if you are coming on a mission trip what difference does it make how much it costs? You are either coming or your not. The decision comes first. You never address the How until you have established the WHAT.

My definition of decision is a heart dedication and total commitment to accomplish something that you have set out to do and you will do it, period!